Especial: Séries Britânicas – Parte 1

O pessoal da Terra da Rainha Elizabeth mostra que por lá, também existem séries produzidas com qualidade, muitas vezes até superiores aos americanos. Como a produção britânica é um pouco diferenciada, com temporadas menores (em média 6 a 13 episódios), as histórias não se arrastam ao longo de episódios desnecessários, que pouco ou nada influenciam na trama.

Pensando em você que curte essas produções, ou que ainda não conhece todas, o Cinema em Série preparou um especial com as séries britânicas que você deve assistir.

1 – Life on Mars

Life on Mars conta a história de Sam Tyler, um policial de Manchester que foi atropelado por um carro durante uma perseguição, no ano de 2006. Quando acorda, ele percebe que está na mesma Delegacia em que trabalhava, só que o ano agora é 1973. Sam precisa lidar não apenas com o fato de não saber como foi parar ali, mas também com a falta da tecnologia atual e com a forma de pensar da polícia na década de 70.

O roteiro é muito bem amarrado, a caracterização e as atuações muito boas, embaladas por uma trilha sonora com David Bowie, The Who, Led Zeppelin, Rolling Stones e tantos outros sucessos da época. A reviravolta no episódio final da série concluiu a história de forma magistral em duas temporadas (com 8 episódios cada). Life on Mars levou o Emmy Internacional de melhor série dramática nos dois anos em que concorreu. A série foi exibida no Brasil pela HBO e pela Multishow.

Life on Mars fez tanto sucesso que acabou ganhando um remake americano, que apesar de tentar manter o clima do original, tem um final muito ruim. Esse remake já foi exibido por aqui no canal FX.

2 – Ashes to Ashes

Spin-off da série Life on Mars, Ashes to Ashes mostra a história de Alex Drake, uma detetive que foi baleada em 2008 e agora se encontra no ano de 1981. No passado, ela encontra os mesmos personagens que conviveram com Sam Tyler, e tem que se adaptar à moda e aos costumes da época, enfrentando o machismo dos policiais, enquanto tenta encontrar uma maneira de voltar para casa.

Pode parecer que é apenas uma repetição da história, mas na verdade essa série é uma continuação, expandindo o mundo criado em Life on Mars, e o melhor de tudo, se você ficou com alguma dúvida no final da série anterior, Ashes to Ashes te explica tudo no último episódio, e vale a pena.

A série teve três temporadas (com 8 episódios cada) e está sendo exibida no canal pago HBO Plus.

3 – Doctor Who

A série sci-fi acompanha o Doutor, um Senhor do Tempo, que viaja na sua máquina do tempo (TARDIS), cuja aparência exterior se assemelha a uma cabine da polícia londrina dos anos 1960. Sempre com uma companheira (que muda no decorrer das temporadas, às vezes tem mais de uma pessoa), ele explora o tempo e o espaço, resolvendo os problemas que encontra pelo caminho.

Um dos conceitos mais interessantes de Doctor Who é a regeneração do Doutor. Ela foi introduzida na série original, quando o intérprete do protagonista decidiu deixar a série. O conceito é genial, pois permite que a série de tempos em tempos troque o ator principal, mas nunca deixando de ser o Doutor. Até o atual momento, 11 atores já interpretaram o personagem. Uma das principais consequências dessa troca de atores é evitar a monotonia que outras séries enfrentam depois de algumas temporadas.

Doctor Who começou a ser exibida em 1963 e foi até 1989 (com 7 “caras” para o Doutor). Em 1996, um telefilme foi feito com um oitavo ator. Em 2005, a série foi revivida e modernizada com Christopher Eccleston (o Destro de G.I. Joe: A Origem de Cobra) no papel principal por uma temporada, dando lugar a David Tennant (o Peter Vincent do remake de A Hora do Espanto), que ficou até a quarta temporada. Atualmente, a série está na sexta, e o Doutor é vivido por Matt Smith.

Diferente das outras séries, em que uma temporada começa exatamente onde a anterior terminou, Doctor Who tem um ou dois (às vezes 3) especiais entre elas, com histórias necessárias para um completo entendimento.

A série teve as três primeiras temporadas do chamado “revival de 2005” e o primeiro especial (entre a 1ª e a 2ª) exibidos no canal pago People & Arts.

4 – Torchwood

Spin-off de Doctor Who, a série mostra a agência governamental criada pela Rainha Vitória, responsável por buscar qualquer fenômeno sobrenatural que possa ocorrer no Reino Unido, estudando e neutralizando qualquer possível ameaça que possa surgir, além de conseguir tecnologia alienígena para uso próprio.

O personagem principal é o Capitão Jack Harkness, que apareceu pela primeira vez em Doctor Who, onde é explicado o evento que o torna imortal. Ele é um agente temporal do século 51 com uma personalidade parecida com a do Han Solo de Star Wars. A diferença entre os dois personagens é que o Capitão Jack é omnisexual, o que significa que mulheres, homens, robôs, seres alienígenas sem sexo…enfim, qualquer coisa que se mexa atrai a atenção de Jack.

Torchwood teve três temporadas (a 1ª e a 2ª com 13 episódios cada e a 3ª com apenas 5) e se encaminha para a quarta, que se passará nos Estados Unidos. A primeira temporada foi exibida no People & Arts. Atenção, se você não gosta de situações homoafetivas, a série pode não agradá-lo. Mas se você não tem preconceito, assista, porque as histórias são divertidas.

5 – Merlin (As Aventuras de Merlin)

A tradicional história do mago Merlin é contada em uma versão baseada no seriado americano Smallville. Aqui, Merlin é um adolescente que descobre ser diferente dos demais – ele tem o dom da magia – e é enviado a Camelot aos cuidados do médico da corte, que o trata como pupilo. Em Camelot, Merlin conhece o jovem Arthur antes de se tornar Rei, a bela Morgana e o Rei Uther Pendragon (pai de Arthur), que criou uma lei que condena a morte todos os envolvidos com magia, e por isso, o jovem mago precisa treinar e usá-la escondido de todos.

Os personagens do ciclo arturiano estão todos presentes na série, como Guinevere (agora empregada de Morgana), LancelotGwaineMordred (entre outros), além dos objetos citados ao longo das histórias, como o Santo Graal e a espada Excalibur. Ela conta com alguns rostos conhecidos de séries americanas, como Santiago Cabrera (o Isaac Mendez de Heroes), que interpreta Sir Lancelot e Antony Head (o Giles da série Buffy: A Caça Vampiros), que interpreta o Rei Uther.

A série já teve três temporadas (com 13 episódios cada) exibidas no Brasil pelo canal pago HBO Family e está sendo exibida também pelo canal Disney XD. Merlin já tem mais duas temporadas garantidas, com a quarta prevista para começar em outubro de 2011.

6 – Robin Hood

A série fala da vida do lendário herói que rouba dos ricos para doar aos pobres. A trama mostra o regresso de Robin Hood a sua casa após lutar nas Cruzadas. Enquanto se recupera dos ferimentos, ele descobre que a verdadeira batalha da Inglaterra é contra o Xerife e seus excessivos impostos e sua corrupta administração. Essa nova versão traz não só a ação típica da história, mas também mescla comédia, drama, aventura e romance.

Robin e seu fiel escudeiro Much estão determinados a lutar pelo bem do povo esquecido pelos governantes. Outros talentosos parceiros se unem à Robin, incluindo o engenheiro Will Scarlett e João Pequeno, além da bela jovem Marian.

Robin Hood teve três temporadas (com 13 episódios cada) até ser cancelada. As duas primeiras foram transmitidas no Brasil pelo extindo canal pago Hallmark Channel e reexibidas pelo Globosat HD.