Especial: Uma noite no Vivo Open Air

Tela antes de levantar.

Gente, eu fiquei tanto tempo afastada que vocês nem devem mais se lembrar de mim. Soy yo, Gabs, ex – Andy. Prazer. Lembrando que isso não é um publieditorial, eu paguei pelo ingresso, não estou ganhando nada com isso e todas as opiniões expressas aqui são as minhas impressões sobre o evento. E desculpem desde já as fotos do celular,mas é o que tem pra hoje. Agora, vamos ao trabalho!

Plano de fundo do cinema.

 

Brinde da vivo + Saco de Doces + Pipocas = Amor <3

 

A tela se erguendo com show de luzes e fumaça.

 

Desde o dia 17 de outubro até o dia 04 de novembro rolou, no Jockey Clube do Rio de Janeiro, o maior cinema ao ar livre do mundo: O Vivo Open Air! Sério, é o maior do mundo mesmo, são 25 metros quadrados de tela com 28 mega caixas de som. Eu só fui no final do evento, no dia 03 de novembro, por um motivo: AI MEU DEUS DO CÉU, PODEROSO CHEFÃO!! Gente é sério, Marlon Brando como Don Vito Corleone é MUITO amor. E sim, ele é mafioso, sim eu torço por ele o filme todo porque ele tem estilo até pra matar as pessoas, sim eu fico #xatiada toda vez que eu vejo a cena que ele morre e acho que o Al Pacino substitui bem ele nos outros filmes, mas nunca no meu coração.

(Se vocês vierem mimizar falando ‘’ai spoiller’’ eu dou na cara de vocês, porque se vocês não viram Poderoso Chefão não merecem falar comigo e nem com o meu anjo. E se caso vocês tenham cometido a heresia de nunca ter visto, corram para ver tipo, AGORA!).

 

Don Corleone, meu herói <3

 

Passando a minha piração do Poderoso Chefão, posso falar que o dinheiro foi muito bem gasto! Primeiro que o evento começa bem antes do filme, em um lounge com os patrocinadores aonde da para conseguir brindes bem legais e passar o tempo antes do filme começar. O evento todo é muito Cult, com gente Cult, música Cult, decoração Cult e tinha até um totó/pebolim Cult digital aonde você girava os botõezinhos e o jogo era passado em uma tela de LCD.

Outro adendo muito importante é que cinema sem pipoca é tipo Buchecha sem Claudinho, e eles dão um vale pipoca junto com o ingresso. Claro que não é a pipoca masterjumbomotherfucker tamanho extragrande, mas é um tamanho bacana e é bem gostosa: Comida de graça, ganhou o meu amor eterno! Toda a galera do evento era muito simpática e prestativa, os locais eram bem confortáveis e nem preciso dizer que qualquer filme fica ANIMAL em uma tela desse tamanho com a Lagoa Rodrigo de Freitas como fundo. O evento foi sensacional, sem dar brecha para eu fazer uma crítica negativa.

 

Poltroninhas no banco de madeira.

 

Curtindo o Open Air <3

 

Da próxima vez que tiver o Vivo Open Air de novo não perca essa oportunidade e vá conferir, pode ser um filme estréia ou um clássico, é uma noite deliciosa e que super vale a pena para os adoradores de cinema. E claro, depois rola uma baladinha para aqueles que gostam de bater cabelo.

 

Ps.: Depois que começou a festa qual não foi a minha surpresa que tinha alguém usando a pequena e humilde tela do Open Air pra jogar Fifa 12? GENTE, É SÉRIO! MORRI de rir, e eu e o namorado fizemos um protesto: Pelo fim da baladinha, e por poder jogar x box naquela tela linda maravilhosa estátua majestosa do amor.

 

Fifa 12 boladão.