Crítica: A Bela e a Fera 3D

Eu amo desenho. Muito mesmo. E amo mais ainda quando são clássicos da Disney ou da Pixar. Porque francamente, esses caras sabem como fazer um desenho (e como fazer marmanjos chorarem, vide Toy Story 3). A Bela e a Fera é um dos meus filmes favoritos desde sempre, e a Bela é a minha princesa favorita (momento “eu tenho 5 anos”). Então imaginem o quanto eu não perturbei o Sr Andy para me levar pra ver A Bela e a Fera 3D.

Se joga comigo nessa história de amor!

Eu fico muito triste de ter que explicar a história pra vocês, porque se vocês não viram A Bela e a Fera quando eram crianças, vocês só podem: 1 – Estarem presos em um calabouço; 2 – Trabalharem como escravos infantis nas minas de carvão; 3 – Estarem loucos.  Mas eu não quero ser preconceituosa com as crianças que viviam nos calabouços e/ou eram escravas.

A história é sobre um príncipe egoísta, que nega abrigo a uma velha mendiga apenas porque ela era feia (olha o bullying!); porém, para sua surpresa, ela era uma linda feiticeira e transformou ele em uma Fera, e todos os criados do palácio em objetos. E a maldição só será quebrada se ele amar e for amado por uma pessoa até que a última pétala da rosa encantada caia.

Bela é uma doce, meiga jovem, filha de um inventor, que é completamente apaixonada por livros. Um dia, seu pai erra o caminho e vai parar em um castelo sombrio, e fica refém da Fera. Bela então vai procurar o pai, e se oferece para ficar no lugar dele, como prisioneira da Fera. No começo ele age bem, age como uma fera, e a resistente Bela ignora todas as tentativas de romance dele. Porém, no final… vocês vão lá ver a linda história dos dois! E corações ao alto para Madame Samovar, Zip, Lumiére e Horloge que são os objetos/criados mais legais que qualquer pessoa poderia ter criado!

Agora bem, falando do 3D porque não estamos em 1992, no ano do lançamento do filme, mas sim 2012, no ano do relançamento em 3D. Em minha (nada) humilde opinião ficou muito bom, a noção de profundidade ficou absurda, tem horas que ficou tão bom que você chega a ficar vesgo (sério) tentando acompanhar todas as informações do 3D. O áudio também está muito bom, o que exalta ainda mais as músicas (lindas, perfeitas, maravilhosas) do filme.

Recomendo pra quem irá ver pela primeira vez ou quem quer rever pela milésima.