Crítica: Caçadores de Obras-Primas

Caçadores de Obras-Primas (The Monuments Men) já te salta aos olhos logo pelo elenco estelar que vem estampado no poster, liderados por George Clooney, que também dirige o filme, e Matt Damon, parceiros desde a trilogia Onze homens e Um Segredo. E é engraçado citar Onze Homens, porque era o meu segundo argumento, o filme começa a te ganhar pelo trailer, pois Caçadores foi totalmente (e talvez até propositalmente) vendido a nós, o público, como uma espécie de “Onze Homens na Segunda Guerra”. Mas acaba que o resultado final não é bem assim.

caçadores 1

O filme mostra a Europa assolada pela guerra, o que não é nenhuma novidade pra você que viu O Resgate do Soldado Ryan (que tem Damon no elenco. Que coincidência não é ?), mostrando inúmeros monumentos artísticos destruídos. Visando proteger as obras de artes da destruição da guerra e recuperar as que estão nas mãos de Hitler, o exército americano dá permissão para que o tenente Frank Stokes (Clooney), com a ajuda de seu amigo James Granger (Damon), monte uma unidade para seguir este propósito.

caçadores 3

É engraçado porque a única coisa em que Caçadores se assemelha a Onze Homens é ver Stokes e Granger montando o seu time, assim como Ocean e Rusty. De resto, Clooney nos conduz pelas desventuras de um time no meio de uma guerra com uma missão pela qual ninguém dá muita importância, mas que cobra o mesmo preço que todas as outras. Eu fico impressionado como um único tema pode render tantos e tantos pontos de vista ainda inexplorados. E apesar das dificuldades do grupo, Clooney se esforça para manter o clima tenso da guerra ao mínimo, tornando a violência mais leve e dando mais espaço à comédia, mas também não exagera na comédia, para que o espectador não se esqueça de que os personagens estão inseridos numa guerra.

caçadores 2

Apesar do elenco estelar, nenhum dos personagens chama muita atenção, e fazem seu trabalho básico. Até Cate Blanchett, que tá na esteira de ganhar um Oscar, faz um trabalho mais ou menos pra caramba, ou talvez seja a personagem que seja muito apagada, mas fiquei com essa impressão. Não chegamos a nos importar tanto com os personagens, alguns chegam a ganhar uma atenção a mais, mas somente isso.

monumentsmen2

Assim, Caçadores me lembrou muito mais Os Homens que encaravam Cabras. Uma história baseada em fatos reais, que tenta se vender como algo que não é. Mas, pra quem gosta de história e principalmente de Segunda Guerra, é um filme super obrigatório. E é um bom passatempo, mas só não vá achando que por se tratar de guerra você irá ver explosões a cada 15 minutos e o Capitão América passeando por lá.

 

The Monuments Men, EUA/ALE, 2014 – 118 min.

Elenco: George Clooney, Matt Damon, John Goodman, Bill Murray, Hugh Bonneville, Jean Dujardin, Bob Balaban, Cate Blanchett.

Direção: George Clooney.