Crítica: De Volta ao Jogo

Liam Neeson descobriu um pote de ouro: filmes que trazem atores em situação de extrema violência, procurando por vingança. Depois de dois filmes Denzel Washington embarcou nessa, e agora a mais nova aquisição a esse time é Keanu Reeves, com um título traduzido que diz muito mais do que a volta ao jogo do seu personagem, John Wick. Mas também a volta do próprio ator, que apesar de dois discretos lançamentos no ano passado, desde Matrix não emplacava nada tão empolgante, embora para públicos diferentes.

John Wick ft 3

John Wick está no pior momento de sua vida. Acaba de perder a esposa (Bridget Moynahan) para um a doença terminal que o casal enfrentava há tempos, ele está arrasado. As únicas coisas que lhe restam pra continuar é o amor pelo seu carro e por um cachorro que sua esposa lhe deixou após sua morte. Mas quando sua casa é invadida por gangsters, liderados pelo filho de um poderoso mafioso (Michael Nyqvist), que levam o seu carro e matam o cachorro, só lhe resta uma coisa: sair da sua aposentadoria e voltar a ser o assassino da máfia para matar os responsáveis por lhe tirar tudo o que restava.

John Wick ft 2

A primeira parte do filme fiquei em dúvida em por que havia tanta tensão ao redor de Wick, Reeves está quase num estado catatônico. Mas quando ele parte para a sua vingança todos os temores que são falados se mostram em forma de pura violência. Wick mostra tanto agilidade quanto eficiência nas suas mortes, o assassino dos assassinos, o “bicho-papão”. O mundo mostrado é bastante interessante, há toda uma espécie de irmandade para tais assassinos, e um código que os rege, e vemos tudo isso pelos olhos de John. O elenco tem nomes de peso como Ian McShane e Willem Dafoe e atuações que ficam muito legais por causa de um roteiro bastante ágil, com diálogos bastante curiosos, que falam mais do que o que é dito em tela.

John Wick ft 1

A direção de Chad Stahelski dá  o tom nas cenas de ação, que são muito bem dirigidas. De Volta ao Jogo tem ação urbana desenfreada e bastante empolgante com um roteiro bastante simples e direto ao ponto, um filme discreto mas que você der a chance que merece vai abacar curtindo muito.

 

John Wick, EUA, 2014 – 101 min.

Elenco: Keanu Reeves, Michael Nyqvist, Adrienne Palicki, Alfie Allen, Bridget Moynahan, John Leguizamo, Ian McShane, Willem Dafoe.

Direção: Chad Stahelski.