Crítica: Garota Exemplar

Logo na primeira cena de Garota Exemplar (Gone Girl), o diretor David Fincher (da excelente House of Cards) já faz uma pergunta que todo homem e mulher em uma relação estável já fez em algum momento, seja para si mesmo ou para o seu conjugê: “no que será que ele/ela está pensando agora?”. E não saber não é o problema, mas como lidar com isso, aí sim pode morar o caroço do angu;

Garota exemplar ft 1

O filme nos mostra Nick (Ben Affleck) que, no dia de 5 anos de casado com Amy (Rosamund Pike), se vê em um pesadelo quando sua esposa simplesmente desaparece sem deixar rastro. Ao acompanhar a investigação, vemos Nick mostrar o seu lado da história como o casamento perfeito, mas por outro lado, vemos a polícia descobrindo fatos que contradizem essa união abençoada. Logo, com toda a piração da mídia, começam a emergir os segredos e sujeiras mostrando que, de fato, nem Nick e nem Amy se conheciam direito, até surgir a dúvida: Teria Nick assassinado sua esposa ?

Garota exemplar ft3

A todo o momento Fincher brinca com essa pergunta e o que mais me marcou foi a trilha, sempre nervosa, parecendo antecipar que algo ruim está para vir. Apesar de quase sempre depreciarem o seu trabalho na atuação, aqui Ben Affleck faz um trabalho muito legal, principalmente nos momentos do caráter dúbio do personagem, e igualmente Rosamund Pike, bela como sempre e passando toda a fragilidade da sua pergonagem, ambos são excelentes em toda a dinâmica do casamento, que é construído de forma muito natural, e com os flaschbacks, vemos como esse casal que era perfeito chegou a tal situação. O elenco de coadjuvantes também é excelente, em especial Carrie Coon como a irmã de Nick, Margo, que não só funciona como alguém de confiança pra Nick, mas se torna parte essencial para a história, e Tyler Perry como o advogado Tanner Bolt, ambos excelentes alívios cômicos com seu sarcasmo.

Garota exemplar ft2

O filme ainda conta com o roteiro da própria escritora do livro Gillian Flynn, conferindo total fidelidade à obra. Então sim, vale muito a conferida, é o filme pra se ver em casal, mas não como uma forma romântica, mas sim para acimentar a relação, uma forma de terapia para torná-la mais “pé-no-chão” e menos “arco-íris” como são os primeiros anos. Não estou sendo contra a união, de forma alguma, apenas a favor de mais realidade e menos aparência.

 

Gone Girl, EUA, 2014 – 149 min.

Elenco: Ben Affleck, Rosamund Pike, Carrie Coon, Neal Patrick Harris, Patrick Fugit, Kim Dickens, Tyler Perry.

Direção: David Fincher.