Crítica: Oblivion

Eu adoro ficção científica. Sou daqueles que adoram um bom roteiro, e que se deixa levar se a história contada for boa. Bem, daí me apareceu Oblivion, o novo filme com o bom e já cinquentão Tom Cruise. E o resultado: um ótimo filme com um roteiro no ponto certo, com reviravoltas, mas sem se perder.

Vamos à história: no futuro, a Terra foi destruída num confronto com alienígenas (destaque para a Lua destruída, é muito SHOW). “Ganhamos a guerra, mas perdemos o planeta”, como diz  Jack (Tom Cruise), que passa os dias no que restou do planeta esperando o dia da sua “aposentadoria”, quando ele e a sua companheira Vika (Andrea Riseborough) serão levados para as colônias do que restou da humanidade em Titã, uma lua de Saturno. Sua função neste fim de mundo (literalmente) é cuidar da manutenção dos Drones, máquinas de destruição usadas no patrulhamento do mundo, já que ainda é possível achar os Saqueadores (um protótipo de Predadores – devido a máscara). Mas todos os seus planos mudam quando ele encontra Julia (Olga Kurylenko).

Falemos do filme…

Cara, Oblivion tem um roteiro bem simples para um Sci-Fi (ou ficção científica), mas nem por isso deixa a desejar. Pelo contrário, este é o seu ponto alto. Com uma interpretação convincente de Cruise, sendo bem seguido tanto por Olga quanto por Andreia, a maior parte do filme é levada pelo trio, mas ainda temos a participação de “God” – Morgan Freeman – e de Nikolaj Coster-Waldau (de Game of Thrones). O que sobrou da Terra foi muito bem montado e você acaba se perdendo nos vales e montanhas onde antes eram os prédios de Nova York. As sequências de voo e as perseguições também são muito legais e contam com efeitos que não me pareceram forçados.

Mas tem alguns detalhes que não pude deixar passar. Foram os momentos Top Gun de Cruise, seja pelos óculos, pelas sequências dele na moto ou pelas músicas que ele escuta no seu cafofo… muito bom mesmo.

Finalizando, Oblivion me surpreendeu muito positivamente, e recomendo, e muito, para todos que gostam de um bom Sci-fi. Mas uma coisa não sai da minha cabeça: o que era o nosso eterno Capitão Nascimento falando “coloca a Bandoleira 02”? Não entendeu? Quando você assistir ao filme vai entender e também vai rir.

Abs e que a força esteja com vocês…

 

Oblivion, EUA, 2013 – 126 min.
Elenco:Tom Cruise, Olga Kurylenko, Morgan Freeman e Andrea Riseborough.
Direção: Joseph Kosinski