Crítica: Os Mercenários 3

E os vovôs voltaram! Sim, a nossa equipe de brucutus favorita está de volta! Stallone mantém a fórmula e traz pra tela a mesma dose de humor, só que agora sem sangue.

Critica_Mercenarios_3_04

Bem, vamos ao enredo, sim existe um. O filme começa com o resgate de Doc (Wesley Snipes), antigo membro da equipe de Barney Ross (Sylvester Stallone) que estava preso há anos. Logo em seguida, a equipe parte para uma missão. Nela, o grupo tem uma grande surpresa ao encontrar Conrad Stonebanks (Mel Gibson), um dos co-fundadores dos Mercenários que Barney acreditava ter matado anos atrás.

Um dos motivos que fazem da franquia Mercenários um sucesso é a fórmula de juntar os brucutus dos anos 80 e 90, uma dose gigante de ação e as piadas sobre os próprios atores. Novos personagens foram adicionados, com um elenco mais jovem, mas com a mesma química da equipe original.

Critica_Mercenarios_3_02

Pra finalizar, Os Mercenários 3 se preocupa muito mais em fazer um filme que faça sentido, deixando um pouco de lado a ideia de fazer um filme divertido no estilo tiro, porrada e bomba.

A diversão é garantida como sempre, então aproveite o filme.