Crítica: Tá Chovendo Hambúrguer 2

Galera, sabe aquele filme que você acha que é fraco (e a maioria das vezes suas suspeitas estão corretas), mas por algum motivo qualquer, seja porque você tá na sala do dentista esperando ser atendido ou o controle tá muito longe pra trocar de canal, você acaba assistindo e no fim, gostando dele? Tá Chovendo Hambúrguer é exatamente assim. Embora seja um filme voltado totalmente para o público infantil (excelente manobra para os estúdios, porque criança não vai sozinha pro cinema e boa parte dos adultos não pagam meia entrada. Lucro certo!), ele tem sacadas bem legais para entreter os adultos e ainda um fundo de moral para a criançada. Então, a Sony Animation logo deu carta verde para a sequência… mas ela não se mostra melhor (ou pelo menos igual) ao original.

Chovendo burguer 2 ft 1

A fita começa com uma rápida pincelada da infância de Flint Lockwood e pelos acontecimentos do primeiro filme, e continua dali, com a ilha de Boca da Maré entupida de todo o tipo de guloseima, até que surge o cientista Chester V (uma versão “Hare Krishna” do Steve Jobs), dono da empresa Live Corp e herói de infância de Flint, oferecendo ajuda aos habitantes da ilha e uma chance de Flint trabalhar com ele, algo que sempre foi o sonho do rapaz. Mas Chester descobre que o equipamento que transforma água em comida não foi destruído e pede a Flint para que volte a ilha e o encontre, antes que o mundo seja invadido por monstros de comida, pois o equipamento está criando alimentos com vida.

Chovendo burguer 2 ft 2

Bem, logo de cara já aviso: este filme é única e exclusivamente voltado para a criançada, elas sim vão curtir pra caramba. Os “altinhos” vão ficar um pouco mais entediados durante a sessão, pois o ritmo do filme é bastante mal desenvolvido. Ele se enrola em sua trama, e meio que joga as informações para que você tenha o mínimo de entendimento do que está acontecendo. Mas claro, nada do tipo “quem matou odette hoittman”, afinal, é um filme infantil. Mas todos esses “vacilos” são compensados por outros fatores. O mais óbvio é a qualidade da animação, os “frutanimais” são muito legais em seus detalhes, e ficam bonitos na tela. O ritmo do filme vai todo para os diálogos e piadas, principalmente pelas ações de Flint e de seu macaco, Steve. E esses diálogos ficam mais engraçados com a nossa excelente dublagem.

Chovendo burguer 2 ft 3

Então, você me pergunta “vale a pena ir ao cinema?” e eu vos respondo “se você tiver filhos, claro, eles vão adorar e você vai dar uma risada vez ou outra”. Agora, do contrário, tente esperar pela próxima consulta ao seu dentista, ou pela preguiça de levantar pra pegar o controle remoto.

 

Cloudy with a chance of meatballs 2, EUA, 2013 – 95 min.

Elenco: Com vozes de Bill Hader, Anna Faris, Neal Patrick Harris, Terry Crews.

Direção: Cody Cameron e Kris Pearn.