Crítica: Trapaça

Galera começou a temporada de assistirmos os tão falados filmes que foram indicados ao prêmio máximo do Oscar 2014. Embora alguns já tenham saído (como Gravidade e Capitão Phillips), a grande maioria vem por agora. E o primeiro foi um dos mais badalados pela imprensa americana, Trapaça, do diretor de O Lado Bom da Vida e que, aliás, conta com alguns mesmos nomes no elenco. E assim como seu predecessor, ele é um bom filme, mas não é a coca-cola toda que foi pintado.

Trapaça ft 1

Trapaça mostra a história de vida do vigarista Irving Rosenfeld (Christian Bale, com uma hilária pança pra que todos esqueçam o seu corpo sarado de Batman), que junto com a sua amada Sidney Prosser (Amy Adams), são forçados a trabalhar para o novato e ambicioso agente do FBI Rich DiMaso (Bradley Cooper), que lidera uma divisão de crimes do colarinho branco (manja a série White Collar  ?) para derrubar os poderosos e ele tem um grande alvo em mente: o prefeito de Nova Jersey Carmine Polito (Jeremy Renner). E no meio disso tudo Irving ainda tem que lhe dar com a sua imprevisível (leia-se doida) esposa Rosalyn (Jennifer Lawrence).

American-Hustle-1

Assim, David O. Russel traz uma história em que o principal motivador é a sobrevivência e enganar para não ser enganado. A história é muito legal, bem conduzida e amarrada, te faz gostar do fato de saber como Irving vai se desfazer desse salseiro em que foi enfiado. É visível a aflição do personagem de Bale (e ele demonstra isso muito bem), em tentar sobreviver com tudo desmoronando ao seu redor, e sua luta para manter o seu mundo certinho. Aliás, o que mais chama a atenção de cara no filme, e logo a sua melhor qualidade, é o elenco e o nível das atuações. Não é a toa que Bale, Adams e Lawrence estão na corrida para o Oscar, suas interpretações são geniais (do trio, Adams é de longe a melhor) e te fazem curtir o filme, e também muito disso é culpa de um bom roteiro, com excelentes diálogos.

Trapaça ft 3

Um destaque também para a excelente trilha sonora de Danny Elfman (gênio !), que embala o filme ao som de vários clássicos dos anos 60/70, período no qual o filme se passa. Então naõ se espante se você se pegar no cinema sussurrando as canções de Paul McCartney e America. Acho que o único problema do Trapaça é o seu ritmo, às vezes ele fica demasiado lento, e você pode sentir o desconforto da sua poltrona, mas é um excelente filme. Eu o comparo ao seu irmão mais velho, O Lado Bom da vida:  ambos são excelentes filmes, fazem por valer o nosso ingresso, mas não são esse estardalhaço todo que fizeram dele, pra mim nem merecem todas essas indicações ao qual está concorrendo.

 

American Hustle, EUA, 2013 – 135 min

Elenco: Christian Bale, Amy Adams, Bradley Cooper, Jeremy Renner, Jennifer Lawrence.

Direção: David O.Russel