Festival do Rio premia seus melhores filmes do ano

Em noite de gala realizada no Cine Odeon (RJ) no último domingo o Festival do Rio premiou os melhores filmes do circuito brasileiro que foram exibidos este ano. Sem mais delongas, vamos aos vencedores do ano:

Première Brasil – ficção e documentário / longa e curta

MELHOR LONGA-METRAGEM DE FICÇÃO –  As Boas Maneiras, de Juliana Rojas, Marco Dutra. Produzido por Sara Silveira, Maria Ionescu, Clément Duboin e Frédéric Corvez

 MELHOR LONGA-METRAGEM DE DOC –  Piripkura, de Mariana Oliva, Renata Terra, Bruno Jorge. produzido por Mariana Oliva

MELHOR CURTA-METRAGEM –  Borá, de Angelo Defanti. produzido por Sara Silveira, Bárbara Defanti e Cristina Alves

Menção Honrosa curta-metragem Roberta Gretchen Coppola, por Vaca Profana

MELHOR DIREÇÃO DE FICÇÃO –  Lúcia Murat, por Praça Paris

MELHOR DIREÇÃO DE DOC – Tatiana Lohmann e Roberta Estrela D’Alva, por Slam: Voz de Levante

MELHOR ATRIZ – Grasse Passô, por Praça Paris

                                                              Daniel de Oliveira no filme “Aos Teus Olhos”

MELHOR ATOR – Daniel de Oliveira, por Aos Teus Olhos e Murilo Benício por O Animal Cordial

                                                       Marjorie Estiano em “As Boas Maneiras”

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE – Marjorie Estiano, por As Boas Maneiras

MELHOR ATOR COADJUVANTE – Marco Rica, por Aos Teus Olhos

MELHOR FOTOGRAFIA – Rui Poças, por As Boas Maneiras

MELHOR MONTAGEM –  Caroline Leone, por Alguma Coisa Assim

MELHOR ROTEIRO –  Lucas Paraizo, por Aos Teus Olhos

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI – Slam: Voz de Levante

NOVOS RUMOS 

MELHOR FILME –  A parte do mundo que me pertence de Marcos Pimentel. produzido por Luana Melgaço

MELHOR CURTA –  Atrito, de Diego Lima

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI –  Vende-se Esta Moto, de Marcus Faustini

VOTO POPULAR:

MELHOR LONGA FICÇÃO:  Aos Teus Olhos, de Carolina Jabor. produzido por Carolina Jabor e Leonardo Monteiro de Barros

MELHOR LONGA DOCUMENTÁRIO:  Dedo na Ferida, de Silvio Tendler. Produzido por SILVIO TENDLER

MELHOR CURTA:  Vaca Profana, de René Guerra. produzido por Juliana Vicente

PRÊMIO DA CRÍTICA  FIPRESCI 

Para : As Boas Maneiras, de Juliana Rojas e Marco Dutra

PRÊMIO FELIX

Melhor Longa Ficção:  As Boas Maneiras, de Juliana Rojas e Marco Dutra. , produzido por Sara Silveira, Maria Ionescu, Clément Duboin e Frédéric Corvez

Melhor Longa Doc:  Queercore: How to Punk a Revolution, de Yony Leyser. produzido por Thomas Janze

Melhor Curta: Sandra Chamandode João Cândido Zacharias. produzido por Tatiana Leite.