Resenha: Cinquenta Tons de Cinza

Eis um filme polêmico, e como adoro uma polêmica até reapareço das cinzas para fazer a crítica. A verdade é que o livro tem milhares de fãs, porém, como se trata de um livro erótico para mulheres e que aborda temas ainda tabus da sociedade tem a mesma quantidade de haters. Eu li os livros (podem pegar as pedras) e gostei, mas estava com uma expectativa meio baixa para o filme, talvez pelo Sr Grey não ser quem eu queria ou pelo fantasma da adaptação de livros para filmes. Enfim, segura no chicote de sadomasoquismo e vem conferir a crítica!

50 tons crítica 1

O filme aborda a história de Anastasia Steele (Dakota Johnson), uma jovem de 21 anos, prestes a se formar em literatura na faculdade e virgem. Ana é uma menina doce e atrapalhada, e sua vida toma um rumo totalmente diferente quando ela vai no lugar de sua amiga entrevistar o enigmático e poderoso Christian Grey (Jamie Dornan) para o jornal da faculdade. Desse encontro nasce uma complicada relação entre os dois, aonde Anastasia é apresentada ao mundo do sadomasoquismo ao mesmo tempo em que se apaixona por Christian, seu dominador. E aí depois rolam muitas cenas +18 mas eu paro por aqui para não dar spoiler e tomar (mais) pedradas.

50 tons crítica 2

Eu gostei do filme. De fato ele superou minhas expectativas. MAS, sempre tem um mas, eu concordo com a autora do livro: Faltaram cenas mais pesadas. Na tentativa de ampliar o público abaixando a classificação etária, o filme perdeu muito a pegada mais punk do livro, do lado obscuro do Sr Grey. O Dominador foi retratado mais como um príncipe de conto de fadas problemáticos, do que um adepto do sadomasoquismo. Também tenho minhas ressalvas quanto a performance de Jamie Dornan… não sei se é birra porque não escolheram o ator que eu queria, mas achei a sua atuação muito aquém do que eu imaginava do Christian Grey do livro. Malditas adaptações!

Os pontos positivos supera os negativos, ainda bem, com um destaque especial para a trilha sonora do filme que está SENSACIONAL. Ela conduz todos os momentos do filme de forma sombria e sensual, dando um toque especial em diversas cenas. Também gostei bastante da atuação da Dakota Johnson, acho que acertaram em cheio na escolha da atriz, ela desempenha a Anastasia do livro com perfeição, meio songa monga meio espertinha. No mais, o filme é interessante, sensual e consegue agradar aos fãs do livro, que já esperam ansiosos por uma continuação (com mais cenas pesadas, quem sabe?). Quem não leu o livro também pode gostar do filme, pois tem um enredo bem fechadinho, dá pra entender tranquilo a história.

50 tons crítica 3

Recomendo o filme para todos aqueles com cabeça aberta a temas mais pesados, e que POR FAVOR tenham mais de 16 anos, hein? É um filme muito interessante e que consegue entreter bem, você nem vê as horas passar. Só tem um probleminha: sabe aquele filme que acaba sem final porque você sabe que vai vir a segunda parte? Então. Vá para os cinemas ver Cinquenta Tons de Cinza e saia com muitas ideias! (tenha cuidado só na empolgação)