Resenha: Os Vingadores – The Avengers

Já que se trata de um filme de heróis unidos (e porque nós saímos no braço pra decidir quem ia escrever esta resenha), por que não escrever uma em grupo? Então, nos parágrafos a seguir, você vai ler o que cada um de nós achou do filme.

Por Beto Menezes

Chegou a aposta máxima, a ambição máxima do Marvel Studios. E nessa aposta, a Marvel limpou a mesa e ainda deu ficha de 100 dólares pro crupier e tirou onda no salão. Tudo está impecável, timing, elenco e personagens, sejam heróis, vilões ou coadjuvantes. Joss Whedon, com sua direção, roteiro com Zak Penn e conhecendo os personagens e suas motivações desde as HQ’s, faz com que absolutamente TODOS tenham o mesmo tempo em cena e relevância para a história. A maior prova da excelente direção de Whedon já vem desde o final de Capitão América, onde o próprio dirige. A cena em que ele acorda, no final do filme, tá mais para um prelúdio de Os Vingadores do que para o fim do filme do Capitão, e lá Chris Evans incorpora de verdade o personagem que é tão respeitado nas HQ’s, e é assim que ele vem no filme.

Mark Rufallo encontra o equilíbrio perfeito entre a fera do Hulk e o esforço do Bruce Banner para contê-la, e foi realmente um achado, pois após ver Rufallo em cena não conseguia imaginar Edward Norton (O Hulk que pediu mais dinheiro e foi demitido) interagindo no meio dessa galera toda.

Joss Whedon cria uma super bem amarrada e se certifica de que o filme agrade tanto quem só conheceu os personagens pelo cinema, como quem já conhece as HQs. Aliás, ele faz mais do que simplesmente agradar, ele surpreende e faz você torcer pelos personagens. Com Os Vingadores, a Marvel entrou de vez com pé na porta e soco na cara!

Por Gabs Iba

Apesar de não ser a maior fã desse estilo de filme, tenho que dizer que foi sensacional! Acho que a maior diferença desse filme para os outros filmes de herói foi o fato de ter diversos personagens principais, cada um teve o seu momento de brilhar e todos tiveram uma química in-crí-vel juntos! Vão ver esse filme agora! Tenho certeza que ninguém vai se arrepender com o melhor filme de heróis que eu já vi.

Por Alex de Carvalho

Sabe quando você quer muito uma coisa, mas fica com medo de se decepcionar? Foi com esse sentimento que entrei na sala de cinema, mas no fim, achei simplesmente extraordinário!

Como fã de quadrinhos, em especial da Marvel, você imagina a minha felicidade de ver todos eles ali juntos. Admito que não achava que um filme como esse um dia chegaria a acontecer. Juntar tantos heróis de filmes diferentes, amarrar as origens, e ter o espaço que, diferente de uma HQ, é muito reduzido, não era uma tarefa das mais fáceis. Mas Os Vingadores consegue ter tudo que um filme de ação precisa para arrebatar o público, tudo que uma HQ precisa pra ser uma Graphic Novel. Valeu a espera e vamos para a próxima leva de filmes que nos conduzirá a Os Vingadores 2!

Por Beto França

Eu sempre tive fé no projeto Os Vingadores – The Avengers, desde a cena pós-créditos de Homem de Ferro. Agora, depois de assistir ao filme, eu posso dizer: é tudo o que eu poderia querer! Um filme cheio de ação, com um roteiro simples, mas amarradinho, e com diálogos bem escritos que souberam aproveitar o melhor de cada um dos personagens e ainda me fez cair na gargalhada.

As tiradas engraçadas, típicas dos filmes da Marvel, estão muito melhores, assim como as cenas de ação, muito bem dirigidas pelo Joss Whedon, sem nenhum “momento Michael Bay” (entenda explosões desnecessárias e lutas confusas). Whedon explode tudo quando tem que fazer, mas sabe a hora de parar um pouco para respirar, criando um ritmo agradável do começo ao fim.

Se você ainda tem dúvidas quanto ao longa, Os Vingadores – The Avengers é o ápice dos filmes de super-heróis, então, vá logo pro cinema e assista sem medo. Valerá cada centavo gasto, até no 3D, que não é dos melhores, mas é legal e não atrapalha em nenhum momento.