Resenha: Arrow – 5ª Temporada

No começo de tudo, a proposta de Arrow era baseada nos filmes do Batman do Christopher Nolan, tudo bastante fundamentado na realidade. Ao passar dos anos a série foi tentando trabalhar com um formato mais fantástico, mas ainda assim não esqueceu suas origens, o que aconteceu a partir da 3ª e 4ª temporada, com o uso de elementos mais sombrios e mágicos, mas isso só fez a série se afastar da sua proposta original e se tornar maçante e desgastada. Nessa 5ª temporada a solução para corrigir tais erros foi olhar para trás e trazer de volta tudo que fazia sucesso na série.

E isso foi o que deu o gás nessa nova temporada. Bons arcos que dividiram bem a persona Oliver (Stephen Amell) prefeito do Oliver Arqueiro, com tramas mais urbanas, o tipo de problema que o herói enfrentava no começo. Até mesmo o vilão principal, Prometheus, um claro retorno ao Arqueiro Negro de Malcolm Merlyn (John Barrowman) tanto no estilo e visual quanto na sua proposta: os pecados dos pais, tema amplamente trabalhado na primeira e segunda temporada. Outro tema usado anteriormente e reciclado aqui: o dilema Oliver Assassino/Oliver Herói, esse sim já bem batido, mas outra clara evidência de que a série quer voltar aos tempos em que era a dona do canal CW.

O elenco de apoio entrega o bom trabalho costumeiro, até mesmo Felicity (Emily Bett Rickards) ganha um arco próprio que poderia ter rendido algo mais conflitante para a equipe, mas é bom a personagem ter algum espaço próprio e não ser somente o interesse romântico/ suporte técnico do time. Essa temporada também, aparentemente, marcou o fim dos flashbacks, como os produtores já haviam prometido em seu plano de cinco anos para a série. Esse ano, os flashbacks foram usados simplesmente para explicar certas dúvidas que devem ter se passado na cabeça de todos que assistiram a série, do tipo “se ele saiu da ilha, por que voltou para ser resgatado?”, mas também teve o bom uso de Dolph Lundgreen como vilão, e assim a série retorna para terminar onde tudo começou.

Com um retorno à tudo que deu certo, Arrow nos traz uma temporada que vem para corrigir os erros passados e coloca a série nos trilhos, com um final decente e que nos faz esperar pela próxima temporada.